Como recarregar toner

por Editor 145 views0

Toners são produtos caros e, não raro, chegam a custar R$ 500. Por isso, muitos clientes (sejam empresas ou privados) buscam formas de reduzir seus gastos na compra de novos suprimentos para impressão a laser.

Pensando nisso, indicamos que se busque toners remanufaturados. Entretanto, você sabe como recarregar toner? A remanufatura é superior à recarga simples, pois há uma série de procedimentos de segurança, tais como:
• O cartucho é aberto e desmontado completamente;
• Cada uma das peças é limpa e, as que não estiverem funcionais, são substituídas;
• O interior do toner é lubrificado totalmente, sobretudo as partes eletroeletrônicas;
• Há uma nova montagem;
• O pó que é colocado é específico para impressão de toners;
• Diversos testes de impressão são empregados;
• As peças são controladas, bem como o de páginas impressas.

Por todo esse detalhado processo há as seguintes vantagens: o toner não se contamina com pó antigo; há acréscimo de metade da capacidade de impressão; a durabilidade da impressora a laser não é afetada; pode ser remanufaturado indefinidas vezes. Acima de todos esses fatores, é um procedimento muito sustentável, pois poupa recursos do meio-ambiente na produção de novos toners.

Para que o cliente encontre algum lugar confiável para a recarga de seus toners basta verificar se o estabelecimento possui o selo de qualidade concedido pela FEBRECI (Federação de Empresas Brasileiras de Remanufatura de cartuchos de Impressoras). Caso não haja nenhuma informação, pode-se verificar a existência do selo na própria loja.

A relação custo x benefício de toners remanufaturados é excepcional, chegando a gerar uma economia de 70% para empresas. Isso se deve à capacidade do toner de imprimir, em média, de 5000 a 6000 páginas (para efeito de comparação um cartucho de impressora chega a 200 folhas).

Apesar de a recarga ser bem simples, muitos fabricantes não recomendam que se faça reaproveitamento de seus toners. São elas: EPSON, Brother, HP.