Como cuidar da Diabetes

por Editor 188 views0

Diabetes é uma síndrome metabólica que ocorre quando não há insulina suficiente em nosso organismo ou quando a que existe não funciona corretamente. Isso resulta no aumento da glicose, a diabetes.

A doença é chamada de Diabetes tipo 1 quando o pâncreas não produz insulina suficiente. Já a chamada Diabetes tipo 2 é bem mais comum – ocorre em cerca de 90% das vezes. O problema acontece por duas razões: a secreção de insulina diminui e ocorre a resistência à insulina. Ela não funciona no organismo.

Há ainda a diabetes gestacional, que é o aumento da resistência à insulina (como no tipo 2), mas que ocorre apenas durante a gestação. Esse tipo de diabetes pode ou não continuar após o parto.

Sintomas

Os sintomas podem variar conforme o tipo de Diabetes. No tipo 1, os mais importantes são a vontade de urinar mais frequente do que o comum, excesso de sede e fome, perda de peso, nervoso, cansaço, fraqueza, mudanças de humor e, algumas vezes, até náusea e vômitos. Já a Diabetes tipo 2 o paciente costuma ter formigamento nos pés, furúnculos, alterações visuais como visão embaçada, dificuldade na cicatrização das feridas e frequentes infecções.

Diagnósticos e exames

Existem três tipos de exames para diagnosticar a Diabetes

  • Glicemia de Jejum: mede o nível de açúcar no sangue do paciente naquele momento e ajuda a administrar o tratamento
  • Hemoglobina Glicada: ele mostra a média de concentração das hemoglobinas nos últimos 3 meses, o que pode ser consequência de Diabetes
  • Curva Glicêmica: é o exame mais completo pois mostra a velocidade com que o organismo absorve a glicose depois da ingestão.

Tratamento

O tratamento da Diabetes vai depender do tipo, do contexto de vida do paciente e do grau em que está sua doença. O problema pode ser controla apenas com alimentação correta e exercícios ou necessitar da aplicação de insulina para equilibrar o organismo.

Prevenção

Quem tem histórico familiar de Diabetes precisa se prevenir. Isso significa fazer atividades físicas regularmente, controlar a pressão arterial, controlar o peso mantendo-o saudável, não fumar e evitar remédios que possam agredir o pâncreas.