Autismo

por Editor 314 views0

O Autismo é um transtorno no desenvolvimento do ser humano que acaba por comprometer as habilidades de uma pessoa se comunicar ou interagir socialmente. Ele costuma aparecer nos primeiros três anos de vida.

As causas do aparecimento do Autismo ainda são desconhecidas, mas sabe-se que há interferência dos genes e de fatores externos como o meio ambiente.

Ser do sexo masculino, ter histórico da doença na família ou apresentar outros transtornos e a idade avançada dos pais são alguns fatores que aumentos os riscos de uma criança nascer com o problema.

Sintomas

Crianças com autismo já demonstram sintomas antes mesmo dos dois anos de idade. Elas têm dificuldade de se comunicar verbal e não verbalmente, não conseguem interagir socialmente e nem mesmo brincar de faz de conta.

Geralmente, uma pessoa com autismo demonstra um apego anormal a certos objetos, sofre de alterações emocionais sem nenhuma razão, faz movimentos repetitivos e possui muita sensibilidade em todos os cinco sentidos.

Diagnósticos e exames

Para fazer o diagnóstico de uma criança autista, o médico precisará avaliar o grau de atraso que ela apresenta. Por isso precisará saber de toda a sua rotina e vai observá-la durante um tempo. Algumas vezes é necessária uma equipe multidisciplinar para se conseguir o diagnóstico verdadeiro. Existe também alguns exames de sangue e de audição, por exemplo, que ajudam a definir a doença.

Tratamento

O autismo não tem cura. Mas é possível conseguir grande melhora através de um programa de tratamento precoce e intenso que ajuda a criança a se adaptar ao transtorno. O objetivo é aumentar as habilidades sociais e de comunicação da criança.

Entre as possibilidades de tratamento, encontramos a fisioterapia, a terapia ocupacional, de comunicação e comportamento, e medicamentos. O processo de tratamento é personalizado para atender às necessidades daquela criança.

Prevenção

Não há uma receita para prevenir o autismo. O que se sabe é que 50% da causa vem dos genes e outros 50% vem de fatores externos como o ambiente onde a criança é criada. E é nesse campo que os médicos vem pesquisando para descobrir como prevenir o problema.